Veja o calendário de eventos gastronômicos na Itália em Janeiro e não fique de fora dos melhores eventos do ano. Todo mês teremos aqui um calendário com feiras, degustações e exposições que você não pode perder!

Em nossa Agenda da Itália para Janeiro, você encontrará uma visão geral de vários eventos, festivais e exposições interessantes na Itália. Os eventos e festivais estão listados em ordem cronológica, divididos por tipo de evento.

– Atualizado com eventos de 2024 – 

 Itália em Janeiro

Janeiro na Itália é definitivamente a “baixa temporada” em termos de turismo. O Natal acabou e o próximo grande feriado italiano – a Páscoa – ainda vai demorar para chegar. O clima pode ser frio e os dias bem curtos, algumas partes da Itália ficam com neve, enquanto outras apenas há névoa e chuva. No geral, o clima tende a ficar mais morninho à medida que você vai para o sul.

Nas montanhas, há neve – muita neve. Para os esquiadores e praticantes de snowboard, janeiro é alta temporada. Os Alpes e Dolomitas ficam mais movimentados nesta época do ano, assim como as estações de esqui nos Apeninos (e não se esqueça, você pode até esquiar no vulcão Etna, na Sicília). Muitas cidades das estações de esqui também têm spas termais nas proximidades, graças a toda essa atividade vulcânica; portanto, mesmo se você não é esquiador, ainda pode desfrutar de um retiro de spa nas montanhas em janeiro.

Leia também:

Eventos Gastronômicos na Itália em Janeiro

Mercados de Natal coloridos na Itália: Na maioria das cidades e vilas italianas, um mercado de Natal é realizado nos dias ou semanas antes do Natal. Muitas vezes há inúmeras barraquinhas com boa comida e bebida, para presentear ou saborear na hora, enfeites natalinos, presentes de natal e panetones. Algumas dicas no texto específico que temos no site: Mercadinhos de Natal na Itália: região por região

Castelrotto (Trentino-Alto Adige) – Matrimonio Contadino

15 – Castelrotto (Trentino-Alto Adige) – Matrimonio Contadino –  No domingo, 15 de janeiro de 20923, a pequena cidade de Castelrotto celebra o Casamento Camponês, uma reconstituição histórica de um tradicional casamento rural do século XIX no sul do Tirol. A preparação do Casamento Camponês antigamente começava muito antes da cerimônia de casamento. O futuro marido deveria usar um chapéu em sinal de amor e carregar doze ovos coloridos, que simbolizavam seu compromisso de se casar com a noiva em doze meses. A noiva tinha que preparar o dote incluindo: lençóis, pratos, potes e panelas e outros objetos úteis para o lar. Para mostrar seus dotes culinários, ela também teve que convidar o noivo e seus amigos para jantar em sua casa. Por fim, no dia do casamento, o casal tinha que passar por uma série de rituais antes da cerimônia, enquanto as irmãs da noiva tinham que comprar uma cabra. O Casamento Camponês começa com um desfile: toda a aldeia acompanha os noivos a pé, a cavalo ou de trenó. O desfile de trenós puxados por cavalos começa na igreja de São Valentim e segue para o centro histórico de Castelrotto. Os convidados do casamento se distinguem por suas roupas: as mulheres casadas têm os cabelos presos na nuca, as meninas usam vestidos brancos, enquanto os meninos usam capas pretas e camisas de chenile. O mestre de cerimônias tem um grande chapéu com penas de avestruz pretas e brancas. Todos usam roupas tradicionais originais. O cortejo acompanha os noivos ao banquete nupcial, onde é servido o tradicional bolo de casamento, o Hoazetkuchl. Também é possível saborear comida típica tirolesa (como Knödel, Goulash e Krapfen) em restaurantes e Stuben.

15 – Assis (Perugia) – ViniVeri Assisi– ViniVeri Assis 2024 é a degustação de mais de 200 rótulos de vinho natural tendo como protagonistas cerca de 60 enólogos que colocam no centro o território, o respeito ao meio ambiente e a identidade aliados na produção artesanal, sustentável e ecocompatível. O evento será precedido por uma série de jantares/degustações em alguns restaurantes da Úmbria.

15  – Gênova (Ligúria) – Todas as cores do branco Todas as cores do branco 2024 é um dos tradicionais eventos organizados pela GoWine. No balcão de provas e na loja de vinhos haverá uma selecção exclusiva de brancos de assinatura: uma prova original que irá dos Alpes à Sicília e que irá valorizar as vinhas e a identidade dos vinhos brancos italianos, envolvendo nomes prestigiados da enologia italiana em uma viagem intracultural.-geracional entre vinhos brancos de raça pura.

*17 – em toda a Itália – Sant’Antonio Abate – festa dos açougueiros e dos porcos – Em 17 de janeiro, a Itália celebra a festa de Sant’Antonio Abate, o primeiro abade e fundador do monaquismo cristão. Este António, que não deve ser confundido com Santo António de Pádua, nasceu no Egipto por volta de 250 e tornou-se o padroeiro de, entre outros, açougueiros, porcos, guardadores de porcos, cesteiros, agentes funerários, confeiteiros e tecelões. Nas fotos, muitas vezes o vemos com um porco aos pés. Em sua mão, ele geralmente carrega um sino. Os fazendeiros costumavam se reunir no dia 17 de janeiro para abençoar o gado em homenagem ao aniversário da morte de Antônio. Durante a Idade Média, em 17 de janeiro, os porcos podiam até mesmo procurar comida livremente em qualquer lugar. Esta tradição ainda é honrada. Basta dar uma olhada em uma das muitas praças da Itália, de Roma ao menor vilarejo da Sicília. Não se surpreenda se parecer preto dos porcos grunhindo, que vêm buscar a bênção de Santo Antônio.

*21 – Buti (Toscana) – Corrida de cavalos para Sant’Antonio – Em Buti, uma cidade perto de Pisa, Santo Antônio é homenageado com um palio, uma corrida de cavalos, no primeiro domingo após 17 de janeiro. O Palio de Buti é a primeira corrida do ano! Quanto mais o domingo se aproxima, mais a tensão aumenta. Assim como em Siena, aqui em Buti os cavalos são conduzidos à igreja da contrada , onde são abençoados e onde todo o bairro reza pela vitória. Velas são acesas, cruzes são feitas, Ave-Marias e orações rápidas são murmuradas. Mesmo como não residente, você pode sentir a tensão aumentando a cada minuto.

*17 – Tricarico (Basilicata) – Rebanho mascarado em Tricarico – Em Tricarico, uma pequena cidade na região de Basilicata, o carnaval é comemorado no início do ano. No dia 17 de janeiro, dia da festa de Sant’Antonio Abate, comemora-se que as vacas, bois e outros amigos de quatro patas podem sair para pastar novamente. Todos os habitantes colocam uma máscara de vaca ou touro (chamado l’màsh-kr no dialeto local) e juntos representam um rebanho que finalmente pode cheirar o ar novamente e provar a grama verde.

*17 – em toda a Itália – Dia Internacional da Culinária Italiana – No dia 17 de janeiro também é festa na culinária italiana! É o Dia Internacional da Cozinha Italiana (IDIC), o Dia Internacional da Cozinha Italiana. Neste dia especial, organizado por chefs italianos de todo o mundo, a cozinha italiana ganha destaque. Mais cedo neste dia, as pessoas em todo o mundo fizeram espaguete com molho de tomate, tiramisù, ossobuco alla milanese, pesto genovese, tagliatelle al ragù bolognese, risotto alla milanese e spaghetti alla carbonara.

*30 e 31 – Aosta (Valle D’Aosta) –  Feira di Sant’Orso É a feira anual de Sant’Orso, evento que mostra a tradição artesanal do Vale d’Aosta há mais de 1.000 anos – tanto que a edição deste ano é a 1020ª! A Feira Sant’Orso oferece aos visitantes a oportunidade de entrar em contato com talentos artesanais locais, que exibem suas esculturas e outras obras feitas de pedra-sabão, ferro, cobre, cerâmica, vidro e têxteis. Os símbolos e objetos exibidos no mercado da feira incluem: o Sabots (sapatos de madeira tradicionais), o “Galletto” (galo), brinquedos “Tatà”, Groles e Copas da Amizade, móveis, roupas, ancinhos, cestos, barris e muito mais A Feira Sant’Orso também significa boa música, folclore e comida e vinho deliciosos. No Pavilhão de Enogastronomia, empresas e fazendas locais vendem iguarias do Vale de Aosta, como queijos, carnes, embutidos, mel e, obviamente, vinhos e licores. Info aqui.

27-28 –  Roma (Lazio) Natural Winemakers in Roma décima quinta edição que, com paixão e tenacidade, Tiziana Gallo cria focando na importância de reunir entusiastas com vinicultores de muitas regiões italianas / Aberto a entusiastas, imprensa e operadores .

27 a 29 –  Siena (Toscana) – Wine&Siena degustação dos melhores produtores italianos selecionados entre os vencedores do Merano Wine Award. A cenografia medieval é um ponto forte.

28-29  – Grottaglie (Puglia) – Evoluzione Naturale degustação de vinhos naturais de cerca de 30 vinícolas de toda a Itália, conferências e workshops.

28-29 – Florença (Toscana) – Migrant Wines nasceu como uma feira que acolhe enólogos de todo o mundo. O objetivo é alargar a visão vitivinícola, dando espaço a pequenas e únicas realidades vitivinícolas que funcionem como porta-vozes de uma mensagem original, solidária e cultural.

29 a 30 –  Torino (Piemonte) – degustação Grandi Langhe dedicada às novas safras do Docg e Doc de Langhe e Roero.

Sobre Deyse RibeiroEu sou Deyse Ribeiro, proprietária e editora do Portal Tour na Itália, especialista em turismo na Itália, onde vivo desde 2007. Depois de muito estudo, cursos e experiência no campo do turismo enogastronômico, decidi que queria apresentar a história por trás do prato, de uma forma diferente, através da memória histórica, o que fez chegar hoje nas nossas mesas, os “casos”, o trabalho, a cultura, e o amor pela culinária italiana. Pegue o seu garfo e vamos nessa!

1 comentário em “Eventos Gastronômicos na Itália em Janeiro”

  1. Pingback: Calendário de eventos ligados ao vinho em janeiro - Vinho Italiano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Experimente a Gastronomia Italiana