Produtos Típicos da Sicília

A Sicília é terra de mil tradições, surgidas pela passagem de inúmeras civilizações.

Os Normandos, por exemplo, levaram o costume do “stockfish” (ainda hoje muito usado nos países escandinavos).

Os Árabes enriqueceram a cozinha siciliana com ingredientes como o açúcar, as especiarias, as amêndoas, os “pinoli”, a uva passa e a fruta cristalizada. Ainda hoje, na Sicília, prepara-se o cuscuz de origem árabe.

Tomates e berinjelas são as verduras mais usadas.

O macarrão “alla Norma” foi criado no início do séc.XX, em Catania, em homenagem à Norma, famosa ópera de Bellini. É temperado com molho de tomate e berinjelas fritas.

Há também inúmeras preparações de “timbales” de massa ou arroz que são tradicionais.

Muitos destes produtos levam denominação D.O.P, I.G.P OU S.T.G. Você sabe o que significam essas denominações?

Os selos D.O.P, I.G.P E S.T.G foram criados em 1992, pela União Europeia.

O surgimento das denominações, certificações e homologações tem como objetivo coibir que produtos falsificados fossem confundidos com os originais. O sistema auxilia os consumidores, fornecendo muitas informações e garantindo a qualidade máxima dos produtos.

Vamos entender um pouco mais sobre cada um desses selos:

D.O.P – Denominação de Origem Protegida

Abrande os produtos agrícolas e gêneros alimentícios que são produzidos, processados e preparados em uma área geográfica específica. Todas as fases de produção devem ocorrer exclusivamente essa área específica.

I.G.P – Indicação Geográfica Protegida

Abrange os gêneros alimentícios e produtos agrícolas estreitamente conectados à área geográfica. Sendo assim, pelo menos uma das fases de produção deve ser localizada na área.

S.T.G – Especialidade Tradicional Garantida

O selo destaca carácter tradicional, quer na composição (ingredientes) ou meios de produção de produtos agrícolas e gêneros alimentícios.

Agora que você já sabe um pouco sobre os selos que os produtos podem apresentar, vamos conhecer alguns dos produtos típicos da Sicília. Vamos lá?

CONHEÇA OS PRODUTOS TÍPICOS DA SICÍLIA

PANE DI LENTINI
Foto: Fantasia e Cucina

PANE DI LENTINI – PÃO DE LENTINI

Uma tradição caracterizada a mais de um século, o saboroso pão de Lentini, é uma especialidade siciliana da província de Siracusa. Por muitos anos foi considerado como um dos pães mais representativos da Sicília.

É possível o encontrar em diversos formatos, como em S ou em forma de rosca (cuddura) e ainda há quem o prepare em forma de galo (jadduzzu).

O tamanho costuma ser o mesmo, e chega a pesar quase meio quilo. É possível o encontrar um pouco maior, chegando a pesar cerca de um quilo.

O miolo do pane di Lentini é macio e elástico, com pequenos alvéolos. Tem um perfume incrível e delicadas notas de frutas secas, especiarias, quem o deixam com um sabor fresco.

PÃO DE MONREALE

Como o nome indica, esse pão é típico da cidade de Monreale, na província de Palermo. Graças a sabedoria de padeiros italianos, o pão de Monreale ainda é feito da maneira tradicional e faz parte da lista de produtos tradicionais da Sicília.

Suas características principais são sua casca crocante e castanha, seu miolo é amarelado e textura macia. Sem esquecer que após duas fases de fermentação, o pão é coberto com gergelim.

O pão de Monreale deve ser produzido apenas com sêmola de trigo duro, sal, água e gergelim. Para sua fermentação, é necessário utilizar massa madre ou então levedura de cerveja.

Pão de Castelvetrano
Foto: Bottega Sicana

PÃO DE CASTELVETRANO

O famoso pão de Castelvetrano com o passar dos anos vem se tornando um produto raro e correu, inclusive, risco de desaparecer de vez, isso devido a sua peculiaridade. De fato, ele deve ser assado no forno a lenha e feito com trigo siciliano moído na pedra.

Com um formato redondinho, ele apresenta uma crosta dura e cor de café. Sua massa é macia e amarelinha. Quando finalizado, o pão de Castelvetrano apresenta no nariz notas quase de amêndoa torrada e malta, e um frescor incrível, que combina com o leve arima da madeira de oliveira.

Foto: Wikipedia

CASSATA SICILIANA

De origem muito antiga, a Cassata é muito saboreada na Sicília. Inicialmente era apenas uma massa de bolo, e evoluiu com a adição de cana-de-açúcar. Outros ingredientes como pasta de amêndoas, pão-de-ló e chocolate também foram adicionados à receita.

Quanto a sua decoração, foi um confeiteiro de Palermo que teve a ideia de decorá-la de um modo mais criativo. Isso teria acontecido na segunda metade do século XIX.

Ele havia adicionado doce de abóbora e frutas cristalizadas. A cassata fez tanto sucesso com essa decoração que foi exposta em uma exposição em Viena em 1873.

Cannoli

CANNOLI

Durante sua visita à Itália você encontrará o cannoli em várias versões, mas, particularmente, o mais saboroso é o produzido na Sicília. Na Sicília, essa maravilha é produzida na maneira tradicional.

Os cannolis produzidos em Palermo são conhecidos pela extrema qualidade da ricota e pelo tamanho, que é bem maior que os outros. Já em Catania, os cannolis possuem um grão de pistache, para cobrir as duas extremidades.

PASTA DE AMÊNDOAS

A pasta de amêndoas, também conhecida localmente como pasta real, é um produto típico da culinária siciliana e está presente como ingrediente dos principais doces da região.

A pasta é uma mistura de poucos e simples ingredientes, e o resultado final é uma explosão de doçura e sabor incrível.

Pistache

PISTACHE

A Sicília, juntamente com a Basilicata, outra região italiana, são as regiões que mais produzem pistache. Na Sicília, quase tudo se faz utilizando o pistache, desde os doces aos salgados e bebidas.

Todos os anos, entre os meses de setembro e outubro, acontece o Festival do Pistache de Bronte.

Chocolate de Modica
Mussklprozz, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

CHOCOLATE DE MODICA

Este chocolate é um dos produtos mais importantes da Sicília. Foi um dos primeiros chocolates com I.G.P. (Indicação Geográfica Protegida) na Itália.

É um chocolate especial, típico do município de Modica e é caracterizado por uma receita muito antiga, de moagem manual. Isso confere ao chocolate um sabor aromático e uma textura granulada.

Brioche com Gelato
Rollopack, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

BRIOSCIA COM GELATO

Trata-se de um brioche de massa bem fofinha que é cortado ao meio e recheado com sorvete. Este doce é muito consumido durante o verão, inclusive no café da manhã, acompanhado de um cappuccino ou café.

PÃO DE SALEMI

Esse pão tem a sua origem no ano de 1542, quando uma praga de gafanhotos ameaçou as colheitas da zona rural de Salemi. Os camponeses oraram e como agradecimento repararam figuras feiras com semolina e água, chamadas de cuddureddi (coroas). Este ritual ainda é feito todo dia 3 de fevereiro.

VINHO NERO D’ÁVOLA
Foto: Vivino

VINHO NERO D’ÁVOLA

A Nero d’Ávola é uma das uvas mais notáveis da Sicília e dá origem a vinhos famosos por seu toque macio e cremoso no palato. Possui um sabor frutado, repleto de notas de frutas negras. No geral é um vinho versátil, que harmoniza bem com massas com molho de tomate.

Pinot Grigio
Jersyko, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

PINOT GRIGIO IGP

Este Pinot é um vinho saboroso e fresco, produzido na Sicília. Possui certificação I.G.P (Indicação Geográfica Protegida). Resumidamente o Pinot Grigio IGP é um vinho branco aromático, bastante fresco, frutado e harmoniza bem com diversos pratos da gastronomia italiana.

SCALUNERA ETNA ROSSO DOC

A região do vulcão Etna, na Sicília é talvez a maior revelação recente do vinho italiano. Os vinhos de Etna são elegantes e refinados, lembrando grandes Borgonhas para alguns especialistas. Scalunera significa “escada negra”. Um vinho tinto muito elegante, que é uma bela expressão da uva Nerello Mascalese.

Leite de Amêndoas

LEITE DE AMÊNDOAS

Como já citamos anteriormente, as amêndoas são tesouros que a terra da Sicília produz. Com elas é possível produzir um leite simplesmente divino.

O leite pode ser encontrado em sua forma industrializada, que são bem açucarados e com conservantes, e em sua versão mais natural, que são encontradas em padarias antigas. Basta pedir por um bom latte di mandorla.

Granita
Adriao, CC BY 3.0, via Wikimedia Commons

CHÁ COM GRANITA

Essa bebida faz muito sucesso no verão siciliano. É um chá de limão gelado com uma colherada de granita de limão dentro. Até as pessoas que não apreciam tanto os chás, se apaixonam por essa bebida.

ÁGUA E ANIS

Antes do surgimento de quiosques pelas ruas de Palermo, já existiam vendedores de “acqua e zamu”, a água aromatizada com anis (erva-doce). Ainda hoje existe a tradição de se beber água aromatizada de anis após as refeições, principalmente nos dias quentes do verão. Isso porque a bebida é bastante refrescante e, ainda auxilia na digestão.

SELTZ LIMONE E SALE
Foto: Sicily Discovery

SELTZ LIMONE E SALE – SELTZ LIMÃO E SAL

O seltz limone e sale é uma bebida energética muito popular na Catânia. Trata-se de uma água com gás misturada com suco de limão e uma pitadinha de sal.  E é sem dúvidas a bebida mais amada pelos cataneses.

SAL BRANCO DA SICÍLIA

De coloração branca, ele é produzido artesanalmente, apenas durante os meses de verão. Este sal não passa por nenhum processo de refinamento, nem leva a adição de outros minerais. É riquíssimo em potássio e magnésio, assim como apresenta um baixo teor de cloreto de sódio.

São várias opções de produtos, que agradam os mais variados públicos. Basta escolher o que combina mais com você e se deliciar com os produtos típicos da Sicília.

Temos serviço de guia em português na região, além de tours gastronômicos para conhecer e degustar a região.

Sobre Deyse RibeiroEu sou Deyse Ribeiro, proprietária e editora do Portal Tour na Itália, especialista em turismo na Itália, onde vivo desde 2007. Depois de muito estudo, cursos e experiência no campo do turismo enogastronômico, decidi que queria apresentar a história por trás do prato, de uma forma diferente, através da memória histórica, o que fez chegar hoje nas nossas mesas, os “casos”, o trabalho, a cultura, e o amor pela culinária italiana. Pegue o seu garfo e vamos nessa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.